fbpx

Monthly Archives - janeiro 2019

Bairro São João vence Prêmio Natal nos Bairros e ganha festa

Food trucks, música ao vivo, mateada, infláveis para crianças e distribuição de brindes são atrações neste domingo em evento realizado pelo Sindilojas Regional Bento e Secretarias de Turismo e Cultura

A comunidade do bairro São João ganhou uma tarde de festa. Será neste domingo, 3 de fevereiro, das 17h às 21h, com entrada gratuita. Food trucks, música ao vivo, mateada, infláveis para as crianças e distribuição de brindes estão entre as atrações do evento, realizado pelo Sindilojas Regional Bento, juntamente com as Secretarias de Turismo e de Cultura. A promoção é alusiva ao Prêmio Natal nos Bairros, concurso que agraciou o São João como vencedor por ter inscrito o maior número de pontos decorados.

As escolas do bairro trabalharam em conjunto numa demonstração de coletividade que fez toda a diferença. A associação de moradores sensibilizou as famílias, levando-as a entrar no espírito natalino decorando suas casas. “O envolvimento da comunidade foi decisivo na escolha”, destaca o presidente do Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio. Já o secretário de Turismo, Rodrigo Parisotto, disse que este é o primeiro passo de um trabalho que está apenas começando. “Vamos resgatar o verdadeiro significado do Natal e assim estaremos reunindo toda comunidade em torno do evento”, ressalta.

A programação inclui shows com música ao vivo, além da presença de food trucks com comidinhas de boteco e chope. Para os amantes do chimarrão, o Grupo RSCOM, parceiro do evento, estará realizando uma mateada com a distribuição de erva-mate e água quente. Basta levar a cuia e a bomba e curtir as atrações.

As mulheres poderão se embelezar com serviços de maquiagem e esmaltação que o Senac estará disponibilizando. Já o Sesc, confirma a apresentação de Samuel Sodré com um repertório eclético que contempla vários gêneros musicais como MPB, pop-rock, reggae, samba, música regional gaúcha, internacional, entre outros. Outras atrações musicais embalarão o evento. As crianças terão atenção especial. Além dos brinquedos infláveis, também haverá pipoca, algodão doce e picolé.

 O evento, aberto à comunidade, será realizado no Salão da Comunidade São João, na rua João Fedrigo. Parte da rua será bloqueada para o evento. As pessoas podem levar cadeiras para curtir o evento com maior comodidade. Em caso de chuva, as atrações seguirão somente no interior do salão.

 

SERVIÇO

O que? Prêmio Natal nos Bairros

Quando? 3 de fevereiro de 2019 (domingo)

Horário: das 17h às 21h

Onde: Salão da Comunidade do Bairro São João (Rua João Fedrigo)

Atrações: música ao vivo, food trucks, mateada, brinquedos infláveis

Realização: Sindilojas Regional Bento, Secretaria de Turismo e Secretaria da Cultura

Apoio: Senac, SESC e Grupo RSCOM

Sindilojas Regional Bento atrai Congresso Nacional para 2020

Reunião preparatória realizada hoje em Caxias do Sul com a participação de 18 estados confirmou a Capital Brasileira do Vinho para sediar a 35ª edição do evento que reúne

 

Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, vai sediar o 36º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais de Bens, Serviços e Turismo (CNSE), que deverá reunir mais de mil congressistas de todo o país em 2020. A escolha ocorreu em reunião preparatória realizada hoje no Hotel Samuara, em Caxias do Sul, com a participação de lideranças de sindicatos de 18 estados brasileiros.

O presidente do Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio, não apenas participou do encontro como também se empenhou na captação do evento. A escolha se deve à estrutura que a cidade oferece para receber este tipo de evento, além do apelo turístico em torno da cultura do vinho. “Nossa cidade tem expertise em eventos e uma estrutura invejável, tanto em espaços corporativos como em termos de hospedagem. Vamos realizar um Congresso para ser degustado em todos os sentidos”, comemora Amadio, que pretende trabalhar na busca de apoio da Fecomércio-RS e da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Este ano, o evento ocorre em Fortaleza, durante o mês de maio, quando uma comitiva de Bento Gonçalves liderada por Amadio deverá participar com ações para atrair os participantes para 2020, além de fazer uma imersão com o propósito de conhecer a fundo o Congresso, compreendendo seus propósitos e desafios.

Participaram do encontro em Caxias, lideranças do comércio varejista dos estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Pará, Bahia, Piauí, Ceará, Sergipe, Maranhão, Mato Grosso, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas.

Foto: Lisiane Zago

Sindilojas comemora prorrogação do ajuste do ICMS/ST

Empresas agora têm até 1º de março para se adaptar às novas regras. Mesmo assim, entidade vai insistir para que o ajuste continue sendo opcional

O Diário Oficial do Estado (Decreto no 54.490/2019) publicou hoje a norma que determina o adiamento do ajuste do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – Substituição Tributária (ICMS/ST) para 1º de março de 2019. Até lá o ajuste é opcional, condição que o Sindilojas Regional Bento, juntamente com a Fecomércio-RS, defende que seja mantida a partir de março.

Para o presidente do Sindilojas Regional Bento e vice-presidente da Fecomércio-RS, Daniel Amadio, a notícia da prorrogação é muito bem vinda, mas não soluciona o problema. “Estamos apenas postergando uma situação que vai trazer mais burocracia e, possivelmente, aumento da carga tributária. Mesmo assim, a medida dá fôlego para as empresas se adaptar. Enquanto isso, seguiremos insistindo juntamente com a Federação para que o ajuste siga sendo opcional”, destaca. A pauta se refere a empresas dos regimes de lucro presumido, lucro real e optantes pelo Simples com faturamento acima de R$ 3,6 mi ao ano.

A prorrogação atende às expectativas dos contribuintes que, na grande maioria não conseguiram se adaptar às novas regras, face ao curto espaço de tempo concedido pela Receita Estadual. Ainda, alterou a forma de apurar o imposto presumido, para varejo e atacarejo, determinando que na hipótese de mercadoria recebida de contribuinte substituído, até 30 de abril de 2019, inclusive as que compõem o inventário, cujo documento fiscal de aquisição não contenha a informação da base de cálculo utilizada para o débito de responsabilidade por substituição tributária, e quando não for possível aplicar o valor que serviu de base para a última aquisição, fica facultado ao contribuinte, apurar o montante do imposto presumido da forma como ocorreria a tributação pelo remetente se não fosse contribuinte substituído.

Pendente ainda de regulamentação por Instrução Normativa, o dispositivo busca resolver uma das dificuldades encontradas pelos varejistas, quando recebem mercadorias sem informação da base de cálculo da substituição tributária.

O roteiro do Sindilojas no Jantar sob as Estrelas

Entidade trabalha para ampliar presença do varejo no evento

Empresas associadas têm taxa de participação reduzida pela metade

Um dos desafios do comércio local tem sido atrair a atenção dos turistas, uma vez que a preferência dos visitantes é o interior da cidade, onde estão os roteiros turísticos. Estreando no Jantar sob as Estrelas, o Sindilojas Regional Bento trabalha para ampliar a participação de estabelecimentos comerciais no evento, estimulando a oferta de experiências diferenciadas capazes de seduzir o público.

A entidade não apenas está apoiando o Jantar sob as Estrelas, promovido pelo Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria Região Uva e Vinho (SEGH), como está visitando todas as empresas instaladas no percurso do evento. A estratégia adotada tem o propósito de ampliar a representatividade do varejo na promoção, fortalecendo estes pontos comerciais com atrações diferenciadas.

Como braço da Fecomércio-RS, o Sindilojas também conta com o envolvimento do Senac, que estará dando suporte às empresas associadas com assessoria em gastronomia, criando cardápios especiais para o evento. Além de divulgar previamente as empresas participantes e suas atrações no evento, o Sindilojas também identificará os pontos, facilitando ao público o acesso aos locais.

O Jantar sob as Estrelas é uma festa de rua que reúne empreendimentos e atrações culturais a céu aberto. A 10ª edição ocorre dia 15 de fevereiro a partir das 19h30min, na rua Herny Hugo Dreher e na Av. Planalto, ambas fechadas para os carros.

Combatendo a informalidade em Bento

Comércio ilegal preocupa Sindilojas que intensifica ações para conter prática na cidade

O comércio ilegal, seja pela ação de feiras itinerantes ou pela venda de produtos pirateados e contrabandeados, não apenas vem preocupando o Sindilojas Regional Bento como tem levado a entidade a atuar permanentemente na conscientização da importância do combate à informalidade na cidade. O assunto, que tem sido pauta diária da entidade, foi tema de mais uma reunião entre lojistas e o Poder Público Municipal, desta vez na tarde desta terça-feira, 22 de janeiro.

A presença de vendedores ambulantes no Centro e em outros bairros da cidade vem se repetindo com frequência, em maior número e com produtos diversos. Diante disso, o presidente do Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio, que também coordena a Comissão de Combate à Informalidade na Fecomércio-RS, provocou uma reunião entre lojistas e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Sílvio Bertolini Pasin.

Também participaram da reunião os lojistas Daniel Dal Magro da In Concert CD’s e Manoel Aguiar Nobre das Lojas Soberana e Mundi Calçados, que se manifestaram preocupados com a situação. Pasin colocou o Fala Cidadão 0800 979.6866 à disposição dos lojistas, pedindo apoio no sentido de denunciar qualquer prática neste sentido. “Precisamos da ajuda do comércio para coibir esta conduta. Nossa estratégia não é gerar confronto, mas cortar o mal pela raiz, ou seja, na origem”, destaca. Por outro lado, o Sindilojas Regional Bento vai seguir intensificando seu trabalho de conscientização da sociedade. “Vamos seguir tratando do tema em todas nossas ações, pois nosso trabalho é conscientizar. Seremos incansáveis nesta luta. E para dar ainda mais voz aos riscos que esta prática acarreta para a comunidade estamos desenvolvendo uma campanha que vai falar não apenas com nossos associados mas com toda a sociedade”, afirma.

Amadio tem percorrido o estado, discutindo o assunto com entidades e poder público. O problema está em toda parte. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) e do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ibre) a economia subterrânea movimentou no Brasil, de junho de 2017 a junho de 2018, o equivalente a R$ 1,17 tri – 6% deste total é no Rio Grande do Sul, ou seja, R$ 76,48 bi.

Foto: Conceitocom Brasil

 

Comércio ilegal movimenta R$ 76 bi no estado

Dados refletem realidade de junho de 2017 a junho de 2018 e preocupam Comissão de Combate à Ilegalidade da Fecomércio-RS

De um total de R$ 1,17 tri que a economia subterrânea movimenta no Brasil, 6% é no Rio Grande do Sul, o equivalente a R$ 76,48 bi. Este desempenho reflete o período de 12 meses que vai de junho de 2017 a junho de 2018. No mesmo intervalo, porém no ano anterior (2016 a 2017), esta soma era menor, tanto no Brasil com R$ 983 bi e no estado com R$ 52,7. Este aumento preocupa a Comissão de Combate à Ilegalidade da Fecomércio-RS, coordenada pelo presidente do Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio, que pretende seguir motivando as lideranças locais a buscar mais arrecadação para seus orçamentos e, com isso, combater a informalidade.

“Não temos poder de ação. Nos resta motivar os poderes e focar esforços para cada vez mais conscientizar os setores público e privado sobre os riscos que o comércio ilegal acarreta para toda a sociedade”, lamenta Amadio, que liderou encontro da comissão na sede da Federação no dia 9 de janeiro. Ele aproveitou o momento para lembrar do projeto de lei estadual que foi aprovado a partir de um trabalho da Federação e que inibe, no Estado, as feiras itinerantes que atuam ilegalmente, vendendo produtos sem nota fiscal e, muitas vezes, pirateados ou contrabandeados. O projeto aguarda a sanção do governador Eduardo Leite.

Outra prática positiva apresentada foi a campanha do Sindióptica-RS, realizada no litoral gaúcho. A mensagem “Tá todo mundo cuidando dos olhos” está sendo divulgada com ações de saúde pública junto aos consumidores, alertando sobre óculos solares falsificados, que não protegem, causando danos irreversíveis à visão.

 

Números da ilegalidade no Brasil e RS

Junho de 2016 a junho de 2017
Brasil – R$ 983 bi
RS – R$ 52,7 bi

Junho de 2017 a junho de 2018
Brasil – R$ 1,173 tri
RS – R$ 76,48 bi

Fonte: Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) e Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV/Ibre)