fbpx

Notícias

O varejo não pode mais testar o consumidor

Afirmação é da economista-chefe da Fecomércio-RS, Patrícia Palermo, que a convite do Sindilojas Regional Bento palestrou na 6ª Semana do Empreendedor em Bento Gonçalves

 

“Quando a economia não ajuda, o que podemos fazer”? Este foi o tema da palestra ministrada pela economista-chefe da Fecomércio-RS, Patrícia Palermo, na noite desta terça-feira, 6 de agosto, integrando a programação da 6ª Semana do Empreendedor, organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Bento Gonçalves. A convite do Sindilojas Regional Bento, ela compartilhou informações e deu dicas para superar o momento atual.

 

“As oportunidades estão na nossa frente. É preciso olhar para o próprio negócio com outros olhos. Não podemos mais testar o consumidor, pois o comportamento e as relações mudaram e o jeito de vender e fidelizar também precisa mudar. O cliente está muito bem informado, sabe o que quer e muitas vezes conhece muito mais o produto que o próprio vendedor. É preciso focar na necessidade do cliente e não apenas no produto”, destacou ao citar como bons exemplos o Whatsapp, Netflix, Airbnb e Uber.

 

Segundo a doutora em Economia, a crise não pode mais ser a justificativa para os fracassos. “É preciso corrigir os erros. A crise é muito longa e profunda, diferente de todas as outras, e a recuperação é frágil, fraca e lenta. Mesmo as empresas saudáveis acabam sendo contaminadas por clientes e consumidores”, enfatizou. A boa notícia, de acordo com Patrícia, é que estão sendo criados empregos. Este ano, a previsão é de que 500 mil vagas sejam abertas. Porém, existe um gap muito grande de vagas que procuram pessoas que não existem e pessoas que procuram vagas que não existem.

 

A economista ressaltou que a inflação está sob controle com as menores taxas de juros da história, mas que 80% do crédito está nas mãos de apenas cinco bancos brasileiros. Torcendo para que a agenda ande mais rápido e sem polêmicas no governo que possam tirar a atenção das reformas necessárias, Patrícia aponta três alternativas que vêm sendo seguidas, sendo elas: baixar as taxas de juros, privatizar e fazer concessões e liberar o FGTS, tudo para movimentar a economia gerando consumo e, consequentemente, produção.

 

O presidente do Sindilojas Regional Bento, Daniel Amadio, que prestigiou o encontro, salientou a importância de levar o assunto para dentro das empresas. “Os gestores precisam entender o momento e agir adotando medidas compatíveis e aproximar quem entende de quem precisa

 

A 6ª Semana do Empreendedor, que conta com o apoio do Sindilojas Regional Bento, traz como temas centrais a Economia Circular e a Indústria 4.0 com uma programação que inclui cinco palestras e um workshop. A agenda começou na segunda, 5, e segue até sexta, 9, na Fundação Casa das Artes. Inscrições/certificados: http://cursos.bentogoncalves.rs.gov.br/. Informações: 3055.7032.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *